CBD Blog

Benefits CBD oil

Óleo de CBD: quais são os benefícios?

É fácil deixar-se emaranhar no turbilhão de reivindicações que rodeiam o óleo de CBD. Mas, quanta desta informação é precisa, e o que é que conhecemos realmente sobre os benefícios do óleo de CBD? Para ajudar a decifrar se o CBD poderá beneficiar o seu estilo de vida, iremos fazer uma abordagem baseada nas evidências sobre como o CBD poderá afetar e beneficiar a sua pele, cérebro e sistema imunitário.

Pode parecer estranho que um único composto tenha o potencial de influenciar tantas partes do nosso corpo, mas o CBD não trabalha sozinho. Este interage com o nosso sistema endocanabinoide (SE), uma rede reguladora influente que desempenha um papel crucial na manutenção da homeostase.

COMO FUNCIONA O ÓLEO DE CBD?

O nosso corpo esforça-se continuamente para manter a homeostase — um estado de equilíbrio biológico. Este princípio não se aplica apenas quando é saudável. A diferença é que, quando está doente, o corpo desvia o seu foco para apoiar o sistema imunitário, antes de reverter novamente para um estado de equilíbrio assim que a infeção passou. Este processo ocorre dia sim, dia não, sem que nos apercebamos dele na maioria das vezes. Mas, é quando o nosso corpo passa demasiado tempo num estado de desequilíbrio que ocorrem os problemas.

A função do SE é apoiar e monitorizar este equilíbrio atuando por toda uma vasta rede de recetores — e, quando necessário, estimular a libertação de poderosos endocanabinoides e enzimas. No entanto, tal como o corpo precisa da ajuda do SE, por vezes o SE também precisa de ajuda. É aqui que entra o CBD, com a investigação a sugerir que o composto é um mediador potente, reforçando ainda mais o estado de equilíbrio que o corpo está continuamente a tentar alcançar.

QUAIS SÃO OS BENEFÍCIOS DO ÓLEO DE CBD?

A verdadeira extensão do potencial do CBD permanece por descobrir. Embora a sua influência no SE e aparente escassez de efeitos secundários façam com que seja um aliado contra as doenças, ainda há muito a aprender. Entretanto, o que podemos fazer é destacar os resultados encorajadores de estudos pré-clínicos e em modelos animais.

• O óleo de CBD beneficia o sistema imunitário?

A inflamação é uma parte crucial da nossa resposta imunitária. Sem esta, não conseguiríamos combater as infeções ou reparar as lesões do tecido vivo. No entanto, se a nossa resposta inflamatória persistir, ou começar a atacar células saudáveis, é aí que as perturbações perigosas se apoderam.

Um estudo de 2012 do Laboratório da Neurociência Integrativa descobriu que o CBD e “os seus derivados modificados suprimem significativamente a inflamação crónica e a dor neuropática”. Não foi necessário muito tempo para outro estudo, publicado na Molecular Medicine Reports, apoiar os seus resultados. Um modelo roedor de inflamação destacou as “atividades antiapoptose, anti-inflamação e antioxidantes” do CBD.

• O óleo de CBD beneficia a pele?

Felizmente, não são apenas os nossos sistemas internos que apresentam recetores canabinoides; a nossa pele também tem. Embora a pele faça geralmente um excelente trabalho a proteger-nos das lesões, infeções, entre outras, esta não deixa de ser vítima de doenças prejudiciais.

Um estudo de 2007 da Universidade de Nottingham identificou que os “canabinoides inibem a proliferação dos ceratinócitos”, apoiando um potencial papel no tratamento da psoríase. A principal função dos ceratinócitos é proteger a pele de fatores ambientais, mas os patógenos podem fazer com que estas células tendam a tornar-se pró-inflamatórias.

Em 2014, a Journal of Clinical Investigation publicou um estudo que exibia a mediação do CBD nos sebócitos do humano. Normalmente, as glândulas sebáceas segregam o sebo para manter o cabelo e a pele lubrificados. Contudo, tal como demasiados ceratinócitos podem levar à inflamação, demasiado sebo entope os poros e contribui para o aparecimento do acne.

Os investigadores concluíram que o “CBD se comporta como um agente sebostático altamente eficaz”, adicionando inclusive que o composto tem “o potencial como agente terapêutico promissor para o tratamento do acne vulgaris”.

• O óleo de CBD beneficia o cérebro?

Outra doença que se acredita ser amplamente influenciada pelo stress oxidativo é a doença de Alzheimer. Já sabemos dos estudos que envolvem o nosso sistema imunitário que o CBD exibe propriedades anti-inflamatórias. O Departamento de Farmacologia Experimental descobriu que tratando as células PC12 com CBD, o canabinoide inibiu a degradação das células provocadas pela beta-amiloide. A beta-amiloide é um composto disruptivo que se prende às células e dificulta a sua principal função.

O CBD exibiu qualidades neuroprotetoras similares numa análise de 2017 publicada pela CNS & Neurological Disorders – Drug Targets. Ao comparar os dados de estudos pré-clínicos e clínicos, os investigadores reconheceram um papel potencial do CBD na Doença de Parkinson, Doença de Alzheimer e esclerose múltipla. Contudo, destacaram a necessidade de ainda mais evidências através de ensaios com humanos bem projetados.

BENEFÍCIOS DO ÓLEO DE CBD: O MAIS IMPORTANTE

Os estudos supra destacados são um curto resumo da potencial influência do CBD. Felizmente, o interesse no composto é maior do que nunca, e novas evidências têm aparecido, praticamente diariamente. No entanto, e este é um grande “no entanto” — praticamente todos estes estudos estão ainda nas fases pré-clínica ou clínica inicial, portanto, é difícil destacar os benefícios do CBD como definitivos.

Embora os resultados sejam certamente encorajadores, há muito que pode mudar assim que o CBD entrar nos ensaios com humanos. A vantagem distinta do CBD é que aparenta exibir efeitos secundários mínimos e um bom perfil de segurança. É simples experimentar o óleo de CBD pela primeira vez, e bastam algumas gotas para apoiar substancialmente um estilo de vida equilibrado.

Scroll to top