How to take CBD

Quer esteja a dar os primeiros passos com o óleo de CBD ou seja um utilizador experiente, a indústria expande-se a uma velocidade tal que se torna uma verdadeiro desafio acompanhar o desenvolvimento de todos os mais recentes produtos. Se estiver pronto para iniciar a sua experiência com o CBD, mas não tiver a certeza sobre qual será o produto mais adequado para si, não se preocupe.

Abaixo, encontrará uma lista completa de diferentes formas de tomar o CBD, juntamente com os prós e contras de cada um. No entanto, é essencial ter em consideração que não há uma “forma perfeita” de tomar o CBD.

ENCONTRAR A FORMA CERTA DE TOMAR O CBD

O melhor produto para si dependerá daquilo que está a tentar alcançar com o CBD. Se precisa do alívio rápido proporcionado pelos sprays nasais de CBD, mas também quer usufruir dos efeitos duradouros dos comestíveis de CBD, então é inteiramente praticável combinar os dois.

A regra de ouro ao misturar produtos de CBD é registar a quantidade total de CBD que está a consumir por dia. Na vasta maioria, os produtores de CBD etiquetarão os seus produtos segundo a quantidade de miligramas que cada gota, cápsula ou comestível de CBD contém. Isto não só ajudá-lo-á a decidir o que está e não está a funcionar, mas também manterá a sua experiência com o CBD bem estruturada.

Aplicam-se regras similares quando se quer estabelecer uma dose eficaz. Uma vez mais, tudo dependerá das suas circunstâncias. Para os iniciantes no CBD, recomenda-se que tomem uma dose baixa durante alguns dias. À medida que se familiariza com os efeitos do CBD, aumente a dose e frequência conforme necessário. Contudo, não acelere o processo, dado que apenas algumas gotas do óleo de CBD poderão ser o suficiente para alcançar os seus objetivos.

COMO TOMAR O ÓLEO DE CBD

Felizmente, a inovação dos produtos está em pleno florescimento, não havendo quaisquer problemas com a escassez de formas de usufruir dos benefícios do CBD. À medida que o seu conhecimento sobre o CBD se expande, pode começar a incorporar uma ampla variedade das soluções destacadas abaixo.

ORAL

O CBD consumido oralmente inclui óleos, comestíveis, extratos, cápsulas e suplementos. Estes produtos são de longe alguns dos mais populares devido à facilidade de os incorporar na vida diária.

• Vantagens

Os produtos de CBD consumidos oralmente são ideais se quiser usufruir de efeitos duradouros. Devido à forma como o canabinoide é decomposto e distribuído pelo corpo, o CBD pode permanecer na sua corrente sanguínea por diversas horas.

As opções de produtos nesta categoria também são incrivelmente convenientes. Os óleos e as tinturas de CBD são fáceis de adicionar às refeições ou bebidas, enquanto os comestíveis de CBD são um snack altamente eficaz. E, na eventualidade de não gostar do paladar do CBD, então as cápsulas são a escolha discreta, inodora e insípida para si.

• Desvantagens

O contratempo dos efeitos prolongados é uma libertação dos efeitos mais lenta. Se precisar de um alívio rápido, então a toma oral não é recomendada. Também há que considerar um possível conflito com os medicamentos prescritos. Quando consumido oralmente, o CBD pode interferir com o processo de absorção de alguns medicamentos. Se não tiver a certeza sobre as implicações de consumir oralmente os produtos de CBD, então é melhor falar com o seu médico de antemão.

SUBLINGUAL

Ao ajustar a forma como consume os óleos e tinturas de CBD, é possível alterar os seus efeitos. O consumo sublingual envolve manter um líquido sob a língua durante sessenta segundos antes de o engolir.

• Vantagens

Ao manter os líquidos de CBD na sua boca, isto permite que as pequenas capilaridades sob a língua e nas bochechas absorvam alguma da solução de CBD. Ao invés de ter de enfrentar o processo digestivo antes de atingir a sua corrente sanguínea, este tem acesso direto. Sentirá os efeitos do CBD muito mais rapidamente do que se o consumir apenas oralmente.

• Desvantagens

A conveniência é um fator a considerar quando consome o CBD sublingual. Não é tão simples como colocar algumas gotas de óleo de CBD no seu café ou tomar uma cápsula ao almoço. E, para algumas pessoas, o paladar do CBD é desmotivante. Isto não quer dizer que o paladar é terrível, mas algumas pessoas simplesmente não gostam. O tempo também é um fator a considerar no consumo sublingual. A velocidade dos efeitos é contraposta por uma duração muito mais curta dos mesmos.

INALAÇÃO

Os vaporizadores líquidos de CBD podem não ser tão populares como, digamos, os óleos de CBD, mas isso não os impede de serem uma escolha perfeitamente viável. Também encontrará inaladores de CBD, sprays nasais e estirpes de canábis ricas em CBD na categoria da inalação.

• Vantagens

A inalação do CBD significa que o canabinoide não tem a necessidade de batalhar com as enzimas digestivas, dado que entra na corrente sanguínea através dos nossos pulmões. Os efeitos devem ser instantâneos e pronunciados. Também verá que só são necessárias algumas inalações para desfrutar da influência do CBD, tornando a inalação um método de consumo eficaz em termos de custos.

• Desvantagens

O transporte rápido é, uma vez mais, contraposto por uma duração curta. Quando inala, conte que os níveis de pico do CBD permanecem apenas alguns minutos, ao invés de horas. Também há que considerar a eficácia em termos de custos e de segurança dos vaporizadores líquidos. Terá de desembolsar algum dinheiro para ter um vaporizador decente, para além de ter de verificar cuidadosamente os ingredientes utilizados. É extremamente fácil para os produtores irresponsáveis incluírem substâncias extra (potencialmente indesejadas) nestes produtos. Pode, como é óbvio, escolher fumar uma estirpe de canábis rica em CBD, mas aí estará a adicionar os riscos associados com a inalação de material queimado.

TÓPICO

Os cremes de CBD representam um dos segmentos de mais rápido crescimento na indústria. Felizmente, o CBD é um composto versátil que se mistura facilmente com uma variedade de ingredientes naturais e sintéticos. Os produtos de CBD tópico incluem cosméticos e cremes medicinais.

• Vantagens

Os tópicos de CBD são únicos no sentido em que o canabinoide não entra na corrente sanguínea conforme acontece com os óleos ou tinturas de CBD. Ao invés, os utilizadores tiram partido da influência do composto sobre o nosso sistema endocanabinoide (SE) estimulando os recetores presentes na pele. Os estudos preliminares sugerem que o CBD aplicado topicamente poderá ser eficaz contra condições como a psoríase, acne e eczema.

Para além dos tópicos medicinais de CBD, também há um número cada vez maior de artigos cosméticos a aparecerem nas lojas. Funcionando lado a lado com ingredientes naturais como a manteiga de karité, vitamina E e aloe vera, os cosméticos de CBD poderão ajudar a lidar com os sinais de envelhecimento, sendo adequados para todos os tipos de pele.

• Desvantagens

Ao aplicar tópicos de CBD, não tirará partido de todos os benefícios fisiológicos da influência do CBD. Assim sendo, a não ser que esteja a tratar um problema em específico, os cremes medicinais e cosméticos de CBD têm uma utilização limitada quando comparados com outras categorias deste produto.

QUE MAIS PRECISA DE PONDERAR ANTES DE TOMAR O ÓLEO DE CBD?

As duas últimas considerações a ter antes de tomar o CBD são a biodisponibilidade e procurar o aconselhamento por parte do seu médico.

A biodisponibilidade de uma substância dita a extensão e a taxa à qual o CBD entra na corrente sanguínea. Basicamente, quando maior a biodisponibilidade de um método de administração, mais impactantes serão os efeitos, e menor será a quantidade que terá de consumir. A vaporização tem a maior biodisponibilidade, com uma estimativa entre os 50–80%. Os óleos e tinturas de CBD não estão muito distantes, com 40–50%, enquanto os comestíveis de CBD têm uma biodisponibilidade estimada entre 4–20%. Para assegurar que obtém o benefício máximo do CBD, não se esqueça de considerar a biodisponibilidade.

Finalmente, se tiver quaisquer preocupações relativas ao óleo de CBD, ou se ainda não tiver a certeza sobre qual o produto que deve escolher, o seu médico é a pessoa indicada para o aconselhar. Ele deverá conseguir oferecer orientação sobre quaisquer efeitos secundários ou interações com medicamentos e, potencialmente, sobre quais os tipos de produtos mais indicados para si.