Escolher o melhor óleo de CBD é um cenário complexo. Não só porque há dezenas de concentrações, fórmulas e óleos transportadores, mas também porque o conteúdo de um determinado frasco pode diferir daquilo que é publicitado. Além disso, com a vasta desregulação que ainda existe na indústria, não é difícil de compreender o porquê de muitos consumidores sentirem um certo nervosismo antes de se comprometerem a efetuar uma encomenda.

Felizmente, com algumas verificações simples, conseguirá ver rapidamente quais os produtores nos quais vale a pena confiar, e quais os que não são de confiança. O nosso guia passo-a-passo simples dar-lhe-á toda a informação de que precisa para navegar com plena confiança pela indústria do CBD e para encontrar o mais adequado para si. Cobrimos tudo, desde o método de extração até às cápsulas _softgel_ e como escolher o óleo transportador mais indicado.

10 PASSOS PARA ESCOLHER O MELHOR ÓLEO DE CBD

Um pouco de investigação e pesquisa faz toda a diferença para tirar o máximo partido de tudo o que o CBD tem para oferecer. Consulte a nossa abordagem composta por 10 passos para escolher o melhor óleo de CBD para si.

PASSO 1: DE ONDE PROVÉM O CÂNHAMO?

O cânhamo é uma planta incrivelmente versátil, mas a sua maior dádiva também poderá ser uma pedra no caminho dos produtores de CBD. A planta está naturalmente capacitada para absorver toxinas e metais pesados do solo. Embora isto seja ideal para efeitos de biorremediação, quaisquer plantas utilizadas para a extração de CBD conterão as ditas toxinas. Idealmente, o cânhamo deve ser cultivado organicamente, sem se recorrer a pesticidas ou metais pesados — conforme a natureza pretende.

PASSO 2: CONFIRMAR O MÉTODO DE EXTRAÇÃO

Infelizmente, a extração do CBD à escala comercial não é económica nem direta, tornando-se extremamente fácil e apetecível para as empresas reduzirem os encargos arrepiando caminho.

A extração supercrítica por CO₂ permite que os produtores tenham imenso controlo. Isto não só é importante para isolar um espetro integral dos canabinoides, como também assegura uma regulação cuidadosa dos níveis de THC. As empresas que utilizam a extração por CO₂, juntamente com medidas de destilação e purificação, produzem um produto muito superior, portanto, não receie consultar os produtores de CBD para confirmar qual o método de extração que utilizam.

PASSO 3: ESPETRO INTEGRAL OU ISOLADO DE CBD?

Está na altura de começar a filtrar as suas escolhas com base nas suas necessidades. Tipicamente, os produtos de CBD enquadram-se em duas categorias principais: espetro integral ou isolado de CBD.

Os óleos de CBD de espetro integral tiram proveito do efeito _entourage_, um fenómeno único de sinergia química que ocorre quando os canabinoides e terpenos existem em conjunto. Um estudo da Universidade Hebraica de Jerusalém descobriu que a eficácia do CBD de espetro integral aumenta consoante maiores forem as doses. Os isolados de CBD, por outro lado, exibem uma curva bem delineada, o que significa que após uma determinada dose, os resultados começam a diminuir.

O principal motivo para as pessoas escolherem o isolado de CBD em detrimento do espetro integral é a presença do THC. Apesar dos níveis de THC serem virtualmente indetetáveis (menos de 0,3% na maioria dos casos), e de não surtirem qualquer efeito, alguns utilizadores ainda preferem o isolado de CBD para a sua condição. Em última instância, a decisão resume-se à preferência pessoal, estilo de vida e fatores externos como o preço e disponibilidade.

PASSO 4: ESCOLHA UMA CONCENTRAÇÃO ADEQUADA PARA AS SUAS NECESSIDADES

Se está a dar os primeiros passos no mundo do CBD, recomenda-se vivamente que comece com um óleo de CBD de baixa concentração. Embora o canabinoide aparente ser bem tolerado, ainda assim vale a pena dedicar algum tempo para se ajustar aos seus efeitos. Assim que estiver acostumado ao CBD, pode aumentar quer a concentração quer a frequência de consumo, conforme necessário.

Como regra geral, pode demorar até uma semana para que se ajuste ao CBD. Assim sendo, tente manter-se numa determinada concentração durante vários dias para observar como se sente. Habitualmente, os óleos de CBD de baixa concentração são disponibilizados a partir dos 2,5%, com as variedades de maior concentração a atingirem os 30% ou 40% de CBD.

PASSO 5: ESCOLHA O ÓLEO TRANSPORTADOR QUE MAIS LHE AGRADA

Felizmente, a escolha de um óleo transportador é muito simples. Todos os óleos de CBD, independentemente do transportador, conterão CBD (entre outros canabinoides e terpenos se optar pelo espetro integral), portanto, não tem qualquer necessidade de preocupar-se com as diferenças no conteúdo de CBD no que a este capítulo diz respeito.

A principal finalidade dos óleos transportadores é melhorar a taxa de absorção do CBD. Eles também podem fornecer benefícios nutricionais secundários mas, uma vez mais, a escolha do óleo transportador mais adequado resumir-se-á ao seu estilo de vida e requisitos dietéticos. Para além do azeite, os óleos transportadores alternativos incluem variedades de semente de cânhamo e semente de cominho preto.

Um fator chave a considerar é as empresas confundirem o óleo de cânhamo e o óleo de CBD. O óleo de CBD contém canabidiol extraído das flores do cânhamo, enquanto o óleo de cânhamo não contém qualquer CBD. O CBD deve ser especificamente misturado com o óleo de cânhamo para que este último o contenha, caso contrário isto não ocorre naturalmente.

PASSO 6: O ÓLEO DE CBD FOI INDEPENDENTEMENTE TESTADO?

Ainda que uma empresa reivindique que utiliza cânhamo organicamente cultivado, extração de CO₂ e uma fórmula de espetro integral, como é que sabe o que está, e o que não está, no frasco quando o adquire? A resposta a esta questão são os testes realizados por terceiros.

Infelizmente, a indústria do CBD ainda está muito desregulada, permitindo que os produtores modifiquem o conteúdo dos seus produtos sem quaisquer repercussões. Afinal de contas, a extração do CBD não é barata e o canabinoide rende muito mais se não colocar realmente 2,5% de CBD num frasco de 2,5%.

Os testes independentes não lhe proporcionam apenas paz de espírito, mas também fornecem às empresas uma oportunidade de se realçarem pela qualidade do seu óleo. É um passo simples, mas os produtores de CBD que fazem um esforço para testar os seus produtos definem um precedente fantástico para a indústria.

PASSO 7: CÁPSULAS _SOFTGEL_ OU ÓLEO DE CBD?

Se a ideia do azeite, óleo de semente de cânhamo ou óleo de semente de cominho preto não lhe agradar, então pode deixar totalmente de lado o paladar do óleo de CBD com as cápsulas _softgel_ de CBD. Estas contêm uma dose predeterminada de CBD e são inodoras e insípidas. Incrivelmente discretas, as cápsulas de CBD são ideais se quiser tomar o CBD ao longo do dia e não for conveniente consumir gotas de CBD.

PASSO 8: PONDERE SOBRE OS SUPLEMENTOS DE CBD, PRODUTOS MEDICINAIS DE CBD OU COSMÉTICOS DE CBD

A versatilidade do CBD significa que, uma vez extraído, este é capaz de ser infundido em mais do que meros óleos. Os suplementos de CBD utilizam um amplo conjunto de compostos adicionais, enquanto os produtos de CBD medicinal podem lidar com perturbações dermatológicas como o eczema, psoríase e acne. E não se esqueça dos cosméticos de CBD. Estes podem reduzir os sinais de envelhecimento e suavizar as áreas onde a pele se encontra seca e sensível.

Os suplementos populares de CBD incluem o líquido de CBD lipossomal e fórmula de CBD com melatonina. A primeira utiliza vesículas conhecidas como lipossomas para proteger o CBD enquanto este viaja pelo sistema digestivo. Em virtude disso, os efeitos, para além de durarem mais tempo, também entram mais rapidamente em ação — perfeito se precisar de um alívio rápido. A melatonina, por outro lado, está projetada para encorajar um ciclo de sono saudável juntamente com a influência multifacetada do CBD.

Todos os supracitados tornam possível incluir o CBD na sua vida para além da simples utilização do óleo de CBD.

PASSO 9: NÃO SE ESQUEÇA DO ÓLEO DE CBD PARA ANIMAIS DE ESTIMAÇÃO

Leu bem, os humanos não são os únicos que têm um sistema endocanabinoide. Os nossos companheiros de quatro patas também poderão beneficiar do CBD. A principal diferença entre o óleo de CBD para animais de estimação e os óleos de CBD tradicionais é que o primeiro inclui uma mistura essencial de vitaminas e minerais especialmente preparada para o seu gato ou cão.

As opções para animais de estimação incluem óleos de CBD e pastilhas de CBD, podendo ser ambos misturados com a sua ração (os animais são mais inteligentes do que pensa).

PASSO 10: NA DÚVIDA, CONSULTE O SEU MÉDICO

Mesmo com a melhor investigação do mundo, há uma pessoa que pode dar-lhe uma resposta mais concreta sobre o óleo de CBD — o seu médico.

O seu médico terá um entendimento detalhado do seu histórico médico e deve conseguir dizer-lhe se a interação do CBD com as enzimas no fígado poderá interferir com quaisquer medicação que esteja atualmente a tomar. E, graças ao conhecimento que assimilou nos passos 1–9, poderá ter uma conversa objetiva sobre o CBD, sem que a incerteza de produtos de fraca qualidade lhe tolde o raciocínio.